Press "Enter" to skip to content

Critica: Transformes: O último cavaleiro.

Relaxa sem spoilers.

Em Transformes: O último cavaleiro após a batalha do quarto filme os transformes estão sendo caçados pelos humanos, Cade Yeager é um foragido e se mantém líder dos robôs enquanto Optimus Prime está fora, mas após a morte de um Transformer que lhe entrega um artefato milenar, Cade corre contra o tempo para salvar o mundo da destruição total com a ajuda do Sir Edmund Burton (Anthony Hopkins) e Vivian Wembley (Laura Haddock).

O filme chegando a sua 5 continuação, constrói a narrativa com humor e uma ação despirocada, mas falha em construir a mitologia dos personagens (Você ficando sem saber boa parte dos conceitos dos robôs por exemplo), os personagens estão todos carismáticos o que te mantem no filme e te faz querer saber o final que o filme está levando.

A equipe humana está muito bem e cada um dos principais protagonistas tem seu momento durante o filme, os robôs mantem sua beleza no filme fazendo a ação funcionar e deixando um fã da franquia animado, os efeitos do filme são ricos e o humor balanceado.

Por outro lado, o filme peca em ter uma história atrativa e algumas vezes confusa. Elementos de roteiro são muitas vezes jogadas na tela e viradas da história acabam se tornando furos que para o expectador pode ser um problema.

Transformes: O último cavaleiro tem boas cenas visuais, porém com história pouco envolvente, ótimos personagens, mas elementos mal colocados, não se tornando o melhor filme da franquia e sim um bom filme.

Se recomendo? Se você realmente não tem nada para fazer é uma boa pedida de um fim de semana.

Nota: 7,0

Comments are closed.